www.jornalocal.com.br / Cultura / Cinema / Café Filosófico CPFL apresenta série inédita com sete encontros até dezembro

Café Filosófico CPFL apresenta série inédita com sete encontros até dezembro

O Café Filosófico CPFL vai tratar das expectativas nos jogos de luz e sombra e de como avançar, mascarado ou não, no mundo ainda perigoso como era na época de Descartes Fotos: Tatiana Ferro

Desde abril, o Café Filosófico CPFL tem realizado transmissões online com diferentes convidados sobre temas pertinentes ao novo contemporâneo, que foi alterado pela pandemia de covid-19 e tem pautado diferentes conversas nos meios de comunicação. Agora, quase cinco meses depois, o programa apresenta uma série completa e inédita, entre agosto e dezembro, que tratará de antigas dualidades que vieram à tona com os isolamentos e as ansiedades da epidemia. Com curadoria de Leandro Karnal, o módulo conta com Djamila Ribeiro, Luiz Gaziri, José Alves de Freitas Neto, Contardo Calligaris, Lilia Moritz Schwarcz e Christian Dunker.

Quando as referências desaparecem e o mundo parece sair do eixo, recorrer ao pensamento sistemático e racional é uma fórmula para redefinir valores e prioridades. O que muda e o que fica em um universo em acelerado processo de metamorfose? Se, antes, um Café Filosófico era importante, agora é fundamental para nosso equilíbrio e sanidade. Pensar, hoje, é  resistir e sobreviver”, explica Karnal.

René Descartes (1596-1650) utilizou a expressão em latim “larvatus prodeo” para afirmar que avançava mascarado em um mundo perigoso e irracional. Como ficaram a fama, o trabalho, a tristeza, o racismo e a depressão com as novas formas de vida no Brasil e no mundo em 2020? Como ressignificar tudo a partir das “lives” e da vida com máscaras de pano ou de caráter?

As epifanias do mundo líquido seriam suficientes para reorganizar o sentido da existência? O Café Filosófico CPFL vai tratar das expectativas nos jogos de luz e sombra e de como avançar, mascarado ou não, no mundo ainda perigoso como era na época de Descartes.

A série “A consciência mascarada: larvatus prodeo” será composta por sete lives que tratarão de temas como amor e ódio, tristeza e felicidade, liberdade e sujeição, depressão e sentido, tolerância e intolerância, solidão e convívio e o encerramento, em dezembro, será com Leandro Karnal.

Abertura com Djamila Ribeiro

Na próxima quinta-feira (27), às 18 horas, na abertura da série, a filósofa Djamila Ribeiro falará sobre Amor e Ódio abordando a desigualdade e o racismo estrutural destacados pela pandemia. “A crise trouxe para a cena da internet pessoas maravilhadas com a capacidade de fazer pão em casa ao lado de outras sem recursos para comprar comida para a família”, argumenta.

O programa vai propor questionamentos sobre como lidar com a vida real em meio ao racismo e à misoginia, sobre o papel da mulher negra na sociedade brasileira e qual amor e qual ódio estão presentes no imaginário e nas práticas sociais de exclusão e de luta?

As transmissões ocorrem pelo canal do Café no Youtube e pelo perfil do Instituto CPFL no Facebook.

Sobre Jornal Local

Veja também

Os espiões norte-americanos por trás da Lava Jato

Em “Geopolítica da Intervenção”, o advogado e cientista político Fernando Augusto Fernandes identifica as interferências …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *