www.jornalocal.com.br / Blogs Jornal Local / Cidades / Dr. Rocha assume como Delegado titular do 12º Distrito Policial

Dr. Rocha assume como Delegado titular do 12º Distrito Policial

Há 17 anos na 13ª Delegacia do Cambui , Dr. Rocha chega para ficar lotado em Sousas

Em entrevista ao Jornal Local nesta semana, o delegado Dr. José Roberto Rocha Soares, 69 anos, declarou que foi nomeado como titular da Polícia Civil, há 60 dias para atuar na Delegacia de Sousas. A nomeação foi designada pelo Delegado Seccional de Campinas, Nestor Penteado Filho.

Dr. Rocha como é conhecido, estava lotado há 17 anos, na 13ª Delegacia de Polícia, localizado em Campinas, no bairro do Cambui.

Para desenvolver seu trabalho, o delegado informou que trouxe toda a equipe do Cambuí, especializada em investigações para ajudar na elucidação de vários crimes, entre eles, furtos de gado.

“Minha equipe é muito eficiente e esclareceu vários crimes. Agora estamos trabalhando nas investigações de furto de energia. Desde que cheguei fizemos vários flagrantes. O povo pode ficar sossegado porque estamos sempre preparados para combater o crime”, conclui.

Questionado sobre a troca constante de comando da 12ª Delegacia, Dr. Rocha afirma que a Secretaria de Segurança Pública sempre realiza a realocação de delegados, porém os que passaram por aqui não eram titulares. “Eu acredito que a Seccional vai me manter por aqui por um longo período, pois sou delegado titular, diferente dos outros. É claro que não depende de mim”, afirma Dr. Rocha.

Segundo o Dr. Rocha, ele chega para contribuir com os trabalhos de investigação em andamento. “Já conhecia bastante a situação dos distritos, pois já fui delegado aqui na região, de 91 a 95. Sei da carência que tem de um delegado, sei também dos altos índices de roubo de gado, mas a minha ideia é contribuir de maneira efetiva, junto aos demais órgãos de segurança, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Guarda Municipal, na diminuição dos números de casos. Estou chegando para isso, contribuir com a população dos distritos”, explicou.

Sobre o tráfico de drogas, roubos e furtos, Dr. Rocha considera os índices baixos no distrito, porém destaca a importância de trabalhar com a prevenção e a manutenção desses índices.

De acordo com o delegado, a perspectiva é de desenvolver um trabalho de inteligência, a fim de mapear áreas vulneráveis, além de apurar com rigor crimes ocorridos nos últimos meses. Dr. Rocha reforça também a preocupação referente aos crimes contra o patrimônio, roubo de gado, pequenos furtos e delitos.

Incêndio

Na semana passada a região de Joaquim Egídio foi duramente castigada pelo fogo que tomou conta dos arredores da Fazenda das Cabras. De acordo com o delegado, as investigações estão sendo feitas para apurar as causas do incêndio. “Já abrimos um inquérito policial sobre a possibilidade de o incêndio ter sido causado por um curto circuito no poste da CPFL. Também investigamos a possibilidade de incêndio criminoso causado pela mão do homem”, esclarece.

Indignado com a situação dos fazendeiros e a morte de animais silvestres, além da preservação o pulmão de Campinas, Dr. Rocha promete ser bastante rígido para punir os culpados.

Reforma da delegacia

Um dos projetos do Dr. Rocha é completar a reforma do 12º DP, iniciado em 2019 e a reforma do antigo Posto Policial da PM, ao lado da delegacia. O prédio centenário data de 1906 e é um importante monumento da região. O local serviu como o 1º Posto Policial e Sousas e ficou abandonado desde a desativação pela Polícia Militar.   “Fizemos a restauração observando todas as recomendações do Condepacc. Acho importante resgatar a memoria de Sousas e Joaquim Egídio e dar vida a esse espaço. Depois que fizermos a reestruturação da parte elétrica e hidráulica, o local vai servir como refeitório, pois o espaço da delegacia é pequeno e precisamos modernizar nossas instalações”, conclui.

Prédio histórico datado de 1906 onde funcionou a 1ª Delegacia dos Distritos

Participação no Conseg

De acordo com o delegado, o Conseg dos distritos é bastante atuante. “Vejo que as pessoas que frequentam e lutam pelos interesses da região, estão realmente preocupadas com a segurança. Comparo a atuação de Sousas com o do Cambuí, que apesar de ter quase 100 mil habitantes o Conseg é muito tacanho. Aqui as pessoas querem participar e ajudar, interagindo com as forças policiais. Fico muito satisfeito com esse interesse”, afirma o delegado.

Devido a pandemia as reuniões do Conseg de Sousas e Joaquim Egídio foram suspensas. A próxima reunião está marcada para acontecer no dia 01 de outubro às 19h no Colégio Tomas Alves. Todas as medidas de segurança, como distanciamento social, uso de máscaras e álcool gel devem ser respeitadas pelos participantes.

Sobre Jornal Local

Veja também

Campinas confirmou mais cinco mortes pelo Covid-19

Com relação à faixa etária, quatro tinham mais de 60 anos, sendo três com mais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *