Home / Blogs Jornal Local / Cidades / “Bolsonaro precisa sair, para o bem de todos”, defende cacique Raoni

“Bolsonaro precisa sair, para o bem de todos”, defende cacique Raoni

Liderança indígena foi recebida por parlamentares um dia após sofrer ataques de Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral da ONU

Um dia após ser atacado por Jair Bolsonaro no vexatório discurso proferido na abertura da 74ª reunião de cúpula da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, o líder indígena cacique Kaiapó Raoni Metuktire foi recebido por parlamentares no Congresso Nacional para participar de reunião do Fórum em Defesa da Amazônia.

Em entrevista coletiva o cacique Raoni lembrou sua luta histórica pela sobrevivência dos povos indígenas e preservação do meio ambiente para seus filhos e netos.

“Todos estão voltados para a destruição do meio ambiente. Meu trabalho é pela preservação e fortalecimento do meio ambiente para todos. Bolsonaro falou que não sou uma liderança. Ele é quem não é uma liderança e precisa sair, antes que algo de muito ruim aconteça. Bolsonaro precisa sair para o bem de todos”, disse o líder indígena.

A deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), presidenta nacional do PT, manifestou solidariedade ao cacique Raoni após a agressão de Bolsonaro que, segundo ela, foi um desrespeito total com os direitos humanos e as conquistas do povo brasileiro.

“ Manifesto, em nome do PT, a nossa solidariedade ao cacique Raoni e a toda população indígena deste País que foi desrespeitada por Bolsonaro na ONU. Receber Raoni no Congresso Nacional é de um grande simbolismo, mostrando que o Parlamento não concorda com a postura do presidente da República”, afirmou.

A presidenta da Associação Yamurikumã das Mulheres Xinguanas, Kaiulu Yawalapiti Kamaiurá, rebateu Bolsonaro e afirmou que o cacique Raoni é a verdadeira liderança reconhecida pelos povos indígenas.

“Raoni é símbolo de resistência e de paz. Ele nos representa. O discurso de Bolsonaro não vai tirar a liderança dele. Ele nasceu liderança e vai morrer liderança. Ninguém vai tirar isso dele. Ele tem história de vida e de luta na defesa da preservação do meio ambiente e da cultura indígena. Raoni sempre”, enfatizou.

Por PT no Senado


Sobre Jornal Local

Veja também

“Não há mais acordo amigável com o San Conrado”, diz promotor

Argumentos “beira a má fé e fraude processual, diz Ministério Público O promotor de justiça …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *