segunda-feira , 24 junho 2019
Home / Blogs Jornal Local / Cidades / Descartada a possibilidade de uso da rotatória na Avenida Mackenzie na altura da portaria 2 do San Conrado

Descartada a possibilidade de uso da rotatória na Avenida Mackenzie na altura da portaria 2 do San Conrado

 

Emdec concluiu que não há condições técnicas viárias para o acesso direto à rotatória

 

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) respondeu negativamente ao ofício protocolado pela presidente do Loteamento Caminhos de San Conrado, Maria Fátima Rodrigues França. De acordo com o protocolo, a presidente pediu um estudo sobre a viabilidade de acesso direto à rotatória.

“O que preocupa é que os moradores para fugirem do retorno de 1,5 km, estão acessando a Avenida pela contramão, podendo causar risco de acidente grave”, finaliza.

Já os moradores argumentam que além do grande percurso de retorno há também a insegurança na área, principalmente à noite, e também a perca de tempo, que faz com que muitos se atrasem.

O problema é que ao sair do condomínio pela portaria 2, os motoristas devem percorrer um longo trajeto até chegar ao retorno próximo ao Entreverdes.

“Existe um retorno no meio da portaria que não serve para nada. Quem sai do condomínio sai depois do retorno. Ele tinha que ser mudado para depois da saída do condomínio” diz Tania Carvalho, 57, moradora do San Conrado.
Para o morador Iberê Venturini, 73, antes mesmo de fazer a portaria, deveria existir um projeto com esse retorno mais próximo. “É um inferno, perigoso aquele retorno à noite.Falta vigilância durante a noite”, conclui.

A presidente da Associação dos Moradores do Loteamento San Conrado disse que haverá uma reunião no dia 28 com o Entreverdes e Pedra Alta para discutir uma nova alternativa de retorno na Avenida Mackenzie. Ela pretender uma parceria com outros loteamento com objetivo de chegar a um consenso quanto a construção de um retorno de acesso mais curto para os motoristas que deixam a portaria 2 com destino a Avenida Mackenzie.
“A mudança do traçado do retorno é uma discussão antiga e vem se arrastando desde a inauguração da avenida Mackenzie

 

Projeto do novo retorno em avenida
Segundo a EMDEC, sobre a mudança na parte viária do San Conrado, não há projeto que preveja a inversão do sentido de circulação no local citado. A medida, tecnicamente, é totalmente inviável, por questão de segurança viária. A atual infraestrutura do trecho da Avenida Isaura Roque Quércia não permite acesso direto à rotatória pela Portaria 2 do Caminhos de San Conrado. Nas condições hoje existentes também não se justifica a semafórica no local. A atual configuração de entrada e saída é a que promove mais segurança viária e minimiza os conflitos de tráfego.

Parecer da EMDEC
Trata o presente protocolo de solicitação de estudo técnico de trânsito na Av. Isaura Roque Quércia, defronte à Portaria 2 do Loteamento Caminhos de San Conrado, com o objetivo de facilitar o acesso no sentido Rod. D. Pedro I. Em atenção ao solicitado, informamos que o local em questão não dispõe de espaço físico suficiente para implantação de dispositivo que possibilite o acesso direto à Av. Isaura Roque Quércia, no sentido Rod. D. Pedro I. Esclarecemos que para eventual readequação geométrica no ponto solicitado é necessária a utilização de áreas particulares do entorno, ocasião que pode ser analisada oportunamente, considerando uma futura ocupação da gleba oposta ao condomínio San Conrado, na fase de parcelamento de solo sob responsabilidade da Secretaria
Municipal de Planejamento e Urbanismo – SEPLURB.

Ressaltamos que por ocasião da implantação da Av. Isaura Roque Quércia, o projeto aprovado pela Secretaria de Infraestrutura previu a implantação de um dispositivo de retorno para acesso e saída da Portaria 2 do loteamento, considerando um acesso simples. Entretanto, em função da ampliação da estrutura física da portaria e consequente aumento do volume de veículos, o dispositivo existente não proporcionava capacidade e condições seguras para a
nova demanda, o que ensejou a necessidade de implantação de uma pista de aceleração e desaceleração para acesso ao loteamento, obrigando a utilização de retornos mais distantes para que os movimentos sejam efetuados sem comprometimento à fluidez e, principalmente, de forma segura.

Dessa forma, considerando a inviabilidade técnica de alteração no dispositivo existente, e considerando tratar-se de interesse pontual de moradores e usuários do condomínio, informamos que já estão sendo desenvolvidas tratativas junto a representantes locais do San Conrado para a elaboração de estudos e eventual projeto e implantação de dispositivo de retorno em local alternativo, em forma de parceria, nas proximidades do loteamento Pedra Alta, de modo a possibilitar o atendimento às condições de segurança viária necessárias.

Não há condições técnicas de construir um retorno em frente a portaria 2 e uma nova rota pode ser sugerida e acordada entre as partes. Após essa reunião, o San Conrado poderá apresentar a Emdec um projeto de retorno menos distante.

Ainda, segundo a Emdec, quando o projeto for concluído pelos engenheiros do loteamento, ele deverá ser apresentado a Emdec e também a Secretaria Municipal de Infraestrutura. Sendo aprovado, dependerá também ao aval da Secretaria Municipal do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável para a sua implantação.

Sobre Jornal Local

Veja também

PF prende quatro por tráfico internacional de drogas em Campinas

Duas traficantes tentavam embarcar em voo com destino a Paris, com cápsulas ingeridas e inseridas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *