www.jornalocal.com.br / Blogs Jornal Local / Cidades / Ônibus coletivos recebem desifecção contra a Covid-19 no Terminal Central

Ônibus coletivos recebem desifecção contra a Covid-19 no Terminal Central

A nebulização ocorre diariamente no interior dos veículos, após a realização da limpeza frequente na parte interna, externa e no sistema de ar-condicionado.

Quem passou pelo Terminal Central na manhã desta quarta-feira, dia 7 de abril, pode verificar, de perto, como é feita a última etapa de desinfecção dos veículos do sistema de transporte público coletivo de Campinas contra a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). Uma ação realizada pelas empresas concessionárias do transporte demonstrou como ocorre o processo de nebulização em dois ônibus.
 

O equipamento nebulizador atomizador a frio, que também é utilizado para desinfecção de ambiente hospitalar, expele um desinfetante à base de cloreto de benzalcônio, que foi testado e aprovado em laboratório pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), além de ter registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O produto cria micropartículas nas superfícies dos veículos, como uma película protetora, que realiza uma completa desinfecção da área.
 

O produto é recomendado por ser um agente exterminador de vírus; e tem duração de até quatro dias. A nebulização ocorre diariamente no interior dos veículos, após a realização da limpeza frequente na parte interna, externa e no sistema de ar-condicionado. O produto é aplicado nas poltronas, balaústres (pega-mão), encostos, revestimentos laterais, piso e teto. O uso do equipamento é mais um reforço nas ações para proteger os usuários e motoristas de ônibus contra a Covid-19.
 

O presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Ayrton Camargo e Silva, acompanhou a demonstração e parabenizou as empresas concessionárias. Para ele, a ação “é muito importante, porque demonstra os esforços realizados para conter o avanço da pandemia, principalmente no transporte público. E, para a população, funciona como um processo educativo”.
 

O diretor de Comunicação da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc), Paulo Barddal, explica que, “desde o início da pandemia, as concessionárias intensificaram o processo de higienização e limpeza dos ônibus. Agora, o nebulizador é utilizado na etapa final da limpeza e, logo após aplicação nas garagens, que dura dois minutos, os veículos já entram em operação”. Barddal também destaca que “até hoje, não ocorreu nenhuma morte de operador do transporte público de Campinas por conta da Covid-19”.
 

Atualmente, o sistema de transporte público coletivo de Campinas possui frota patrimonial de 814 veículos, distribuídos em 186 linhas.

Sobre Jornal Local

Veja também

Pandemia em Campinas ainda segue em alta com 29 mortes e 474 novos casos

Campinas registrou 29 novas mortes em decorrência do novo coronavírus, agora são 2.764 óbitos (eram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *