segunda-feira , 24 junho 2019
Home / Cidades / Volta a chover em Campinas após 117 dias de seca

Volta a chover em Campinas após 117 dias de seca

alta de chuvas provocou problemas devido à baixa umidade do ar e à queda de vazão em rios

Após 117 dias de estiagem voltou a chover em Campinas na tarde desta segunda-feira (30). A cidade não tinha chuvas significativas, com mais de 10 milímetros, desde o dia 4 de abril, segundo o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Unicamp.

Ainda de acordo com o Centro de Pesquisas Meteorológicas, às 8h15 desta terça-feira, a umidade relativa do ar era de 86%. A previsão para os próximos dias é de que as chuvas continuem, com a chegada de uma nova frente fria.

A Sala de Monitoramento registrou ainda, de 10 de maio a 6 de julho, 16,7 milímetros de precipitação em Campinas. Todas as chuvas registradas foram abaixo de 10 milímetros, sendo que o dia que mais registrou volume de água foi 19 de maio, com 6,4 milímetros.

Estiagem

O longo período de estiagem na região tem resultado em problemas como baixa umidade do ar, que fez Campinas, Indaiatuba, Holambra e Engenheiro Coelho entrarem em estado de alerta. Pelo menos outros cinco municípios da região também entraram em estado de atenção.

Além disso, a estiagem provocou também a queda na vazão em rios e na captação de água na região. Os rios Capivari, Corumbataí e Piracicaba registraram um volume mais de 70% abaixo da média em julho.

Durante a estiagem, foram registrados 7 focos de incêndio em abril, e em maio o número saltou para 33. Em junho, a situação foi ainda pior: 45 ocorrências de incêndio em Campinas, conforme informações da Defesa Civil.

Sobre Jornal Local

Veja também

PF prende quatro por tráfico internacional de drogas em Campinas

Duas traficantes tentavam embarcar em voo com destino a Paris, com cápsulas ingeridas e inseridas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *