quarta-feira , 16 outubro 2019
Home / Cidades / Volta a chover em Campinas após 117 dias de seca

Volta a chover em Campinas após 117 dias de seca

alta de chuvas provocou problemas devido à baixa umidade do ar e à queda de vazão em rios

Após 117 dias de estiagem voltou a chover em Campinas na tarde desta segunda-feira (30). A cidade não tinha chuvas significativas, com mais de 10 milímetros, desde o dia 4 de abril, segundo o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Unicamp.

Ainda de acordo com o Centro de Pesquisas Meteorológicas, às 8h15 desta terça-feira, a umidade relativa do ar era de 86%. A previsão para os próximos dias é de que as chuvas continuem, com a chegada de uma nova frente fria.

A Sala de Monitoramento registrou ainda, de 10 de maio a 6 de julho, 16,7 milímetros de precipitação em Campinas. Todas as chuvas registradas foram abaixo de 10 milímetros, sendo que o dia que mais registrou volume de água foi 19 de maio, com 6,4 milímetros.

Estiagem

O longo período de estiagem na região tem resultado em problemas como baixa umidade do ar, que fez Campinas, Indaiatuba, Holambra e Engenheiro Coelho entrarem em estado de alerta. Pelo menos outros cinco municípios da região também entraram em estado de atenção.

Além disso, a estiagem provocou também a queda na vazão em rios e na captação de água na região. Os rios Capivari, Corumbataí e Piracicaba registraram um volume mais de 70% abaixo da média em julho.

Durante a estiagem, foram registrados 7 focos de incêndio em abril, e em maio o número saltou para 33. Em junho, a situação foi ainda pior: 45 ocorrências de incêndio em Campinas, conforme informações da Defesa Civil.

Sobre Jornal Local

Veja também

CS de Sousas será reformado a partir da segunda semana de novembro

O atendimento será improvisado em local ainda não definido A Prefeitura de Campinas reformará o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *