www.jornalocal.com.br / Brasil / Sem acordo, TRT-PR determina suspensão de demissões em subsidiária da Petrobras

Sem acordo, TRT-PR determina suspensão de demissões em subsidiária da Petrobras

A próxima audiência entre o sindicato que representa a categoria e a estatal irá ocorrer apenas em março.

Sem chegar a um acordo entre as partes, o Tribunal Regional do Trabalho do Paraná determinou nesta terça-feira (18/2) a suspensão das demissões na Araucária Nitrogenados (Ansa), subsidiária da Petrobras no Paraná.

A próxima audiência entre o sindicato que representa a categoria e a estatal irá ocorrer apenas em março. Em contrapartida, o Sindiquímica-PR (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Petroquímicas do Paraná) se comprometeu a cessar o movimento em frente à unidade e solicitar o encerramento da greve nacional dos petroleiros, que está no 18º dia.

O fechamento da fábrica, com quase 1.000 funcionários (396 próprios e 600 terceirizados), é uma das principais pautas da paralisação.

Na audiência desta terça, a Petrobras incluiu aviso prévio indenizado, benefícios, como plano médico e odontológico, estendidos aos 144 empregados que seriam desligados já na última sexta-feira (14/2), pagamento proporcional de 40% da remuneração de dezembro, com acréscimo de meia remuneração ao final, com piso de R$ 60 mil e teto de R$ 210 mil.

O sindicato, porém, sugeriu a suspensão das demissões por 15 dias e a instalação de uma comissão de negociação de abrangência nacional para discutir a proposta, o que foi acatado pela desembargadora Rosalie Michaele Bacila Batista, presidente da audiência.

Sobre Jornal Local

Veja também

País desgovernado exige reação da sociedade, diz presidente da CUT ao STF

Na pauta: a crise sanitária, econômica e política, sob a pressão de empresários pelo fim …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *