Home / Blogs / Cidades / Mais dois macacos encontrados mortos na região do San Conrado e centro de Sousas

Mais dois macacos encontrados mortos na região do San Conrado e centro de Sousas

Um macaco bugio foi encontrado morto ontem próximo ao ponto de ônibus na portaria do Tênis Clube de Sousas. Hoje (31) pela manhã, a diretoria do Clube Regatas de Sousas comunicou a Unidade de Zoonoses de Campinas a morte de um sagui nas dependências do clube. Os dois animais foram encaminhados para o Instituto Adolfo Lutz em São Paulo para análise e exames.

620macaco

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo informou por meio de nota que os resultados dos exames podem demorar alguns dias. “Os macacos recolhidos passam por uma investigação e depois encaminhados para três tipos de exames, se no primeiro não der positivo fazemos mais dois exames complementares, e isso pode demorar alguns dias.” Afirmou.

A primeira vacinação ocorreu no último dia 25 na portaria do Colinas do Atibaia, um dia após o comunicado pela Secretaria de Saúde, a morte de três macacos bugio. Ao todo 873 pessoas foram vacinadas e 127 não estavam em casa ou já teriam recebido a dose em outra ocasião. Por conta das aplicações houve a falta de vacina no Centro de Saúde de Sousas. Os dois Centros de Saúde da região tiveram uma procura maior que o esperado.

Na segunda-feira, dia 27, após a reunião da Secretaria de Saúde do Estado com os técnicos da Secretaria de Saúde de Campinas, foi decidida a remessa de mais doses da vacina até o dia 31 de março.

Para pessoas que não vivem em áreas de risco, mas frequentam essas regiões, No momento, é importante que estejam previamente vacinadas com no mínimo 10 dias de antecedência.  Ou então, para precaução fazer o uso de repelente a cada duas horas. Quem já tomou duas doses está protegido por toda a vida e não deve ser revacinado.

 

Locais de Vacinação nos distritos

De acordo com assessoria de imprensa da Prefeitura de Campinas a vacinação acontece amanhã na área rural de Joaquim Egídio na região da Fazenda Santa Maria e Fazenda Bonfim. No dia 03 até o dia 06 será a vez da vacinação na portaria do San Conrado. A vacinação em toda região dos distritos acontecerá até o dia 13, nos bairros e condomínios.

A coordenadora do Centro de Saúde de Sousas Nicole Montenegro informou que foi divulgado por meio do whatsApp uma lista não oficial com os locais, dias e horários de vacinação em Sousas. Segundo ela, essa lista foi a primeira a ser elaborada pelo Centro de Saúde, mas pode haver mudanças pela Secretaria de Saúde.

 

Como acontece a transmissão

Segundo a Secretaria de Saúde de Campinas, os macacos vítimas de febre amarela não transmitem o vírus diretamente aos humanos.  A transmissão é feita apenas pela picada de mosquitos silvestres infectados. A presença de macacos doentes ou mortos pode indicar circulação do vírus, portanto ao  perceber um macaco aparentemente doente ou morto, a população deve acionar imediatamente o serviço de saúde mais próximo para que sejam feitas ações de prevenção e controle da Febre Amarela, evitando que o vírus se espalhe e atinja a população.

De acordo com a Secretaria, o agendamento continua por meio dos telefones 160 e 156. Cerca de 5 mil pessoas vêm sendo vacinadas por semana em Campinas

SINTOMAS

 

Febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina).

A vacina é contraindicada para:

– Crianças com menos de 6 meses de idade.

-Pacientes com imunossupressão de qualquer natureza, como:

– Pacientes infectados pelo HIV com imunossupressão grave, com a contagem de células CD4 <200 células/mm3 ou menor de 15% do total de linfócitos, para crianças com menos de 6 anos de idade.

– Pacientes em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores)

– Pacientes submetidos a transplante de órgãos

– Pacientes com imunodeficiência primária

– Pacientes com neoplasia

– Indivíduos com história de reação anafilática relacionada a substâncias presentes na vacina (ovo de galinha e seus derivados, gelatina e outros produtos que contêm proteína animal bovina)

– Pacientes com história pregressa de doenças do timo (miastenia gravis, timoma, casos de ausência de timo ou remoção cirúrgica)

Sobre Jornal Local

Veja também

guilherme-de-almeida-biblioteca-sousas

Biblioteca de Sousas deve ser reaberta em maio

A biblioteca de Sousas, “Guilherme de Almeida” deve voltar ao mesmo endereço em que funcionava …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *