sábado , 18 novembro 2017
Home / Blogs / Cidades / Mais dois macacos mortos encontrados em Sousas

Mais dois macacos mortos encontrados em Sousas

Um macaco bugio foi encontrado morto no último sábado (08), próximo da portaria do San Conrado. O outro macaco, um sagui, foi encontrado dentro do loteamento. Funcionários do Departamento de Zoonoses da Prefeitura estiveram no local nesta manhã (10) para levar os corpos dos macacos para análise.

No último dia 24 de março, o Instituto Adolfo Lutz e a Secretaria de Saúde de Campinas confirmaram a morte de três macacos bugio por febre amarela na Fazenda Santa Lídia, em Sousas. Vários macacos foram encontrados mortos depois deste anúncio, mas, até o momento não há nenhum outro caso confirmado de morte de macaco pela doença.

A partir do registro de macacos com a doença, a Secretaria de Saúde de Campinas iniciou uma vacinação em áreas de maior risco para a doença, como Sousas, Joaquim Egídio e Bairro Carlos Gomes. No sábado (08), agentes de saúde realizaram a vacinação de mais de 18 mil pessoas, sendo cerca de 6.200 pessoas de Sousas.

Segundo a coordenadora do Programa de Imunização da Secretaria de Saúde, Valéria Jardini, Campinas está negociando junto ao governo do Estado, a ampliação da campanha de vacinação para toda a cidade. Para isto, está sendo solicitado o envio de 50 mil doses semanais. Este número vai garantir a vacinação das áreas de risco e também de outros pontos da cidade, com o abastecimento de doses da vacina em todos os centros de saúde.

A resposta do governo do estado sairá até a próxima semana. Enquanto isto, a vacinação continuará sendo realizada normalmente na região de Sousas, Joaquim Egídio e Bairro Carlos Gomes. Para outras regiões o agendamento continua sendo feito pelo 156 ou 160.

Segundo moradores, 1 bugio e 1 sagui mortos foram retirados pelo setor de zoonoses da Prefeitura nesta manhã
Segundo moradores, 1 bugio e 1 sagui mortos foram retirados pelo setor de zoonoses da Prefeitura nesta manhã

Sobre Jornal Local

Veja também

Ribeirão Cabras sofre com assoreamento e adensamento urbano

  As famílias que vivem às margens do Ribeirão Cabras na área urbana de Sousas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *