quinta-feira , 25 abril 2019
Home / Economia e Negócios / PDT fecha questão contra ‘reforma’ da Previdência

PDT fecha questão contra ‘reforma’ da Previdência

A presidenta nacional da Ação da Mulher Trabalhista (AMT), Miguelina Vecchio, sustentou que parlamentares que votarem a favor da reforma previdência sofram punições

Em reunião de sua Convenção Nacional realizada nessa segunda-feira (18) o PDT decidiu fechar questão contra a “reforma” da Previdência. Encontro aconteceu na sede nacional do partido, em Brasília.

A decisão frustra os plano do Palácio do Planalto, que pretendia obter votos favoráveis a favor da PEC 6/2019 entre integrantes da legenda. O deputado Mauro Benevides Filho (PDT-CE), um dos formuladores da parte econômica do plano de governo do ex-presidenciável Ciro Gomes, chegou a ser cotado para assumir a presidência da comissão especial da PEC da Previdência, o que era visto pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como um movimento importante para angariar apoio entre a oposição.

Em vídeo, Ciro, que não compareceu à reunião, disse ser necessário mostrar “as perversidades” da proposta. “É um momento de preparar e ajustar a tática para os primeiros enfrentamentos práticos, objetivos, como ajudar o povo a entender as perversidades tremendas que estão entranhadas nas 66 páginas da reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro.”

De acordo com o jornal Valor Econômico, a vice-presidenta nacional do PDT e presidenta nacional da Ação da Mulher Trabalhista (AMT), Miguelina Vecchio, sustentou que parlamentares que votarem a favor da PEC 6/2019 sofram punições como, por exemplo, não receberem recursos do fundo partidário.

Sobre Jornal Local

Veja também

Anac fechará postos presenciais de atendimento em aeroportos

Anac informa que em razão da baixa procura e tendo em vista que há canais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *