www.jornalocal.com.br / Educação / Volta às aulas presencial na rede municipal de Campinas acontece em 2021

Volta às aulas presencial na rede municipal de Campinas acontece em 2021

A exceção é o Centro de Educação Profissional de Campinas “Prefeito Antônio da Costa Campos” (Ceprocamp), cujas aulas serão retomadas na próxima quarta-feira, dia 7 de outubro, para 561 alunos dos últimos anos dos seus seis cursos técnicos.

As aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino de Campinas serão retomadas somente no início do próximo ano, 2021. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira, 30 de setembro, pelo prefeito Jonas Donizette, durante transmissão do vivo pelas redes sociais. A exceção é o Centro de Educação Profissional de Campinas “Prefeito Antônio da Costa Campos” (Ceprocamp), cujas aulas serão retomadas na próxima quarta-feira, dia 7 de outubro, para 561 alunos dos últimos anos dos seus seis cursos técnicos.

A decisão foi tomada após consultas aos pais e aos conselhos de escolas (formados por pais, professores e alunos) e também à Câmara de Educação do órgão regional da Agência Metropolitana de Campinas (Agemcamp). “Essas instâncias apontaram para o não retorno das aulas presenciais neste ano”, explicou o prefeito.

No dia 8 de setembro, a Prefeitura encerrou uma consulta pública aos pais dos alunos da rede municipal, que deveriam manifestar o interesse pelo retorno ou não dos filhos às aulas presenciais. O resultado foi que 80% deles foram contrários ao retorno das atividades neste ano.

Jonas Donizette também consultou a secretária municipal de Educação, Solange Pelicer, que ouviu da sua equipe que a melhor decisão seria o adiamento. “Em vez de postergar para novembro e depois darmos outra notícia, decidimos que neste ano não teremos o retorno”, completou o prefeito.

“Eu peço o empenho de toda a rede de pessoas envolvidas para que façam o máximo pelas nossas crianças”, ressaltou o prefeito. A secretária municipal de Educação lembrou que as atividades remotas continuarão e outras ações estão sendo intensificadas por meio de medidas adotadas pela pasta durante o período de pandemia do coronavírus.

A testagem dos profissionais da Educação municipal de Campinas, que está sendo realizada, será continuada. A preparação das escolas para a volta presencial dos alunos também será mantida.

Ensino virtual

As aulas na Rede Municipal de Ensino de Campinas estão suspensas desde 23 de março. A partir de então, várias ações foram adotadas pela Secretaria Municipal de Educação para garantir o acesso aos conteúdos pedagógicos aos alunos.

São eles: aulas pela plataforma digital; conteúdos reproduzidos pela TV Câmara; e atividades impressas entregues diretamente aos alunos, que podem ser retiradas nas escolas.

Foram distribuídos 21 mil chips aos alunos que não tinham acesso universo digital. Os 2.500 professores da rede municipal receberam tablets para auxiliar nos trabalhos on-line. Também foram entregues kits de livros paradidáticos aos alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

Estão sendo distribuídas, mensalmente, cestas básicas e kits com hortifrutigranjeiros para as famílias dos alunos em situação de vulnerabilidade.

Ceprocamp

As aulas no Ceprocamp serão retomadas com 20% da capacidade de cada sala. A volta é opcional ao aluno. O estudante que não quiser voltar, continuará a ter aulas pelo sistema de ensino a distância.

Os cursos oferecidos são Segurança do Trabalho, Administração, Enfermagem, Informática, Meio Ambiente e Logística.

Particulares

As escolas particulares estão liberadas para o retorno às aulas presenciais a partir da próxima quarta-feira, 7 de outubro, seguindo as seguintes regras: Ensino Infantil e Fundamental 1 (primeiro ao quinto ano), com até 35% da capacidade; Fundamental 2 (sexto ao nono ano) e Ensino Médio, com até 20% da capacidade.

Universidades

A partir do dia 7 de outubro, as universidades poderão voltar com aulas teóricas todos os cursos, com 35% da capacidade das salas.

O prefeito anunciou que serão reativados a partir do dia 7 de outubro, o Passe Universitário e o Passe Estudante no sistema municipal de transporte. Eles foram suspensos em março em razão da pandemia por conta da suspensão das aulas presenciais e também para restringir a circulação de pessoas na cidade.

Protocolos

A Secretaria Municipal de Educação, seguindo as orientações da Vigilância em Saúde, estabeleceu os protocolos para Ceprocamp e para as escolas particulares. Para garantir a segurança dos alunos e profissionais, as escolas deverão ser higienizadas várias vezes ao dia, incluindo a limpeza das carteiras e maçanetas.

As carteiras serão disponibilizadas com distância de 1,5 metro entre uma e outra. Cada aluno receberá kit contendo máscaras, álcool gel e uma garrafa de água individual. Na entrada da escola, os alunos terão de aferir a temperatura corporal, higienizar as mãos e as mochilas.

Sobre Jornal Local

Veja também

Olimpíada de História inicia 2ª fase com 12,3 mil equipes de todos os estados

São Paulo é o estado que segue na competição com maior número de participantes: 3,3 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *