segunda-feira , 3 agosto 2020
www.jornalocal.com.br / Internacional / Brasil e ONU condenam violência em Israel e Gaza

Brasil e ONU condenam violência em Israel e Gaza

Bateria interceptor de foguete Iron Dome próximo da Faixa de Gaza, sul de Israel.

O governo brasileiro repudiou com veemência o lançamento de centenas de foguetes desde a Faixa de Gaza contra o território israelense, ocorridos no último final de semana, e que deixou vários mortos e feridos de ambos os lados.

Segundo nota oficial do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), “nada justifica o lançamento indiscriminado de foguetes que têm como alvo a população civil. O Brasil expressa condolências às famílias das vítimas e formula votos de plena recuperação dos feridos”.

O governo brasileiro conclama ainda pelo fim imediato de todos os ataques contra Israel e manifesta seu apoio aos esforços em andamento para reduzir a tensão em Gaza.

Nações Unidas

O secretário-geral da ONU, António Guterres, também expressou “profunda preocupação” com os mais recentes desenvolvimentos na Faixa de Gaza e o “risco de mais uma escalada perigosa e novas perdas de vida na véspera do mês sagrado do Ramadã para os muçulmanos”.

Em nota publicada pelo seu porta-voz, Guterres “condena nos termos mais fortes o lançamento de foguetes de Gaza para Israel, particularmente os direcionados a centros populacionais de civis.” O chefe da ONU pede a “todas as partes que exerçam máxima contenção, terminem com a escalada imediatamente e retornem aos entendimentos dos últimos meses.”

Também o coordenador especial da ONU para o Processo de Paz no Oriente Médio, Nickolay Mladenov, disse estar “profundamente preocupado com mais uma escalada perigosa em Gaza e com a trágica perda de vidas.” Ele afirmou que as Nações Unidas estão “trabalhando com o Egito e todos os lados para acalmar a situação.”

Mladenov diz que esta situação “desfaz rapidamente o que foi alcançado e destrói as oportunidades de soluções de longo prazo para a crise. Este ciclo interminável de violência deve terminar, e os esforços devem acelerar para conseguir uma solução política para a crise em Gaza.”

O coordenador da ONU disse ainda que “a atual violência coloca em risco o progresso significativo feito nas últimas semanas para aliviar o sofrimento das pessoas em Gaza, suspender o bloqueio e apoiar a reconciliação intra-palestina.”

* Com informações da ONU News

Sobre Jornal Local

Veja também

Procon tem alta de reclamações nos serviços de telemarketing

Os consumidores do Estado de São Paulo que se sentem desrespeitados com a prática podem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *