terça-feira , 18 dezembro 2018
Home / Mundo / Maioria dos brasileiros não concorda com o fechamento das fronteiras com a Venezuela

Maioria dos brasileiros não concorda com o fechamento das fronteiras com a Venezuela

A questão dos refugiados é tema de discussão no mundo todo e, no Brasil, não poderia ser diferente. Na noite desta segunda-feira, 7, a polícia federal suspendeu a entrada de venezuelanos que fogem da grave crise econômica e social no país governado por Nicolás Maduro entrando por cidades de Roraima, mais precisamente entre as cidades de Pacaraima (RR) e Santa Elena de Uairén (VEN).

Segundo pesquisa feita pela Toluna, fornecedora líder de insights do consumidor para a economia sob demanda, 45% dos brasileiros não estão de acordo com a atitude, com 12% não concordando nada com o fechamento. Como contraponto, 30% dos entrevistados querem o veto aos venezuelanos e 26% não sabem se concordam.

A pesquisa ainda questionou o quanto os brasileiros sabiam sobre o tema. Quando perguntados “Quantos refugiados venezuelanos você acha que chegam ao Brasil por dia?” Dois terços não sabiam de que aproximadamente cinco centenas de refugiados vindos do país governado por Nicolás Maduro entram por vias terrestres no território brasileiro.

Mas, a maior parte dessa onda de refugiados acaba não ficando no país. Segundo dados da Polícia Federal, 54% deles já voltaram para a Venezuela, tanto por vias terrestres quanto aéreas. A pesquisa da Toluna também questionou sobre o conhecimento desse fato e 85% desconheciam quantos refugiados já haviam deixado o Brasil nos últimos 18 meses (54% segundo a Polícia Federal) e a maioria (57%) dos entrevistados achavam que era inferior a 30%).

 

Questão dos imigrantes e refugiados no Brasil

Os brasileiros têm pontos de vista similares sobre imigrantes e refugiados chegando ao país. A maior parte deles acreditam que os dois casos podem trazer tanto benefícios quanto males para o Brasil. Ao serem questionados “Você acredita que ter imigrantes chegando ao país é bom para o Brasil?” 17% acreditam que sim e 36% que não. Já ao serem interrogados sobre os refugiados, apenas 13% acreditam que eles podem fazer bem ao Brasil enquanto 46% acreditam que não.

Link para a pesquisa completa: http://tolu.na/l/Jn92XrQ

 

Nota ao editor

(Pesquisa realizada no dia 7 de agosto de 2018 com 532 pessoas das classes A, B e C, segundo critério de classificação de classes utilizado pela Abep – Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa, onde pessoas da classe C2 tem renda média domiciliar de R$ 1.625 por mês)

 

Metodologia

A Toluna QuickSurveys oferece acesso 24 horas a milhões de consumidores globais em uma plataforma de pesquisa e análise em tempo real e fácil de usar. Ter acesso a informações detalhadas e atualizadas sobre o consumidor em tempo real – Acesso global a participantes de pesquisa altamente engajados, com bom perfil disponível para responder às suas perguntas e fornecer insights informados no momento em que você mais precisar – agora.

 

Sobre a Toluna

A Toluna fornece informações sobre o consumidor para possibilitar o sucesso na economia global atual sob demanda. Impulsionada pela perfeita fusão de tecnologia, experiência e a maior comunidade global de influenciadores, a Toluna oferece percepções ricas, confiáveis e em tempo real para indivíduos e empresas de todos os tamanhos.

Nossa plataforma automatizada de insights do consumidor, o TolunaInsights™, sustenta tudo o que fazemos. Os clientes podem acessar a plataforma diretamente, utilizar os serviços gerenciados da Toluna ou criar programas de insights digitais totalmente personalizados por meio dos nossos serviços de engenharia.

A Toluna está empenhada em promover o Insights on Demand, uma maneira totalmente nova para as empresas obterem insight e entenderem constantemente a mudança do sentimento e gosto do consumidor na economia sob demanda. A Toluna é um membro fundador do Insights on Demand Consortium, um grupo multilateral que promove os princípios e a adoção do Insights on Demand. A empresa possui 24 escritórios em todo o mundo, abrangendo a Europa, América do Norte, América do Sul, Ásia-Pacífico, Oriente médio e África do Norte. No Brasil, seu escritório se localiza em São Paulo.

Sobre Jornal Local

Veja também

Futuro ministro irá prejudicar 3 milhões de brasileiros no exterior

O país deixará o Pacto sobre Migrações da ONU, Ernesto Araújo causa espanto em comunidades …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *