Home / Plantão Policial / Armados, bandidos invadem o San Conrado e roubam médico

Armados, bandidos invadem o San Conrado e roubam médico

Polícia Civil do 12ª Delegacia investiga o caso e espera laudo da perícia

Agentes do 12º Distrito Policial (DP) de Sousas e Joaquim Egídio investigam um assalto ocorrido a uma residência no loteamento Caminhos de San Conrado. Os cinco assaltantes, encapuzados, chegaram pela frente da casa.

O assalto ocorreu no dia 04 de julho.

Com toda segurança armada, os bandidos entraram na casa e renderam o morador. O assalto aconteceu na Avenida San Conrado, próximo a portaria 2 do loteamento. O caso assustou os moradores do local.  As investigações continuam, já que há algumas câmeras de alguns vizinhos, que pode ter registrado o assalto.

Na ocorrência, o médico, de 54 anos, relatou que foi amarrado e trancado no closet. Os assaltantes fugiram levando o carro da vítima, joias, dinheiro, dólares, tênis, vídeo game e relógios. A invasão foi registrada por volta das 23h quando a vítima estava chegando a casa. De acordo com os investigadores, ainda não se sabe, se os bandidos entraram e saíram pela portaria. As investigações continuam.

Segundo relato da vítima, somente um deles estava armado com um revólver. Os bandidos conduziram a vítima para um aposento e o amarraram os pés. O assalto durou quase três horas, quando a vitima conseguiu se soltar e pedir socorro na rua.

No dia seguinte ao assalto, por volta das 10h30 da manhã, dois agentes da Polícia Civil de Sousas, do 12º DP, estiveram no loteamento para investigação e, encontraram a BMW dentro de uma garagem, na Rua da Gávea, em uma casa desocupada. A perícia Técnica compareceu ao local e encontraram algumas digitais no veículo.

Recentemente, a Associação de Moradores do San Conrado, demitiu antigos funcionários para contratação de uma empresa terceirizada, a CampSeg, que mantém vigilantes com forte esquema de controle de acesso ao loteamento.

No entanto, moradores nos grupos de WhatsApp reclamam dos constrangimentos que familiares e amigos estão passando nas portarias controladas pela empresa e apontam falhas na segurança e, no portal do loteamento, por onde a autorização de entrada é feita.

Devidos às ocorrências, e a insatisfação com as diretrizes administrativas, aceleram entre alguns moradores, a ideia da venda de suas propriedades.

Sobre Jornal Local

Veja também

Eike Batista é preso novamente pela PF no Rio

Segundo a PF, o objetivo é buscar provas sobre manipulação de capitais e lavagem de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *