www.jornalocal.com.br / Plantão Policial / Mobilizados moradores aderem cada vez mais ao Programa Vigilância Solidária

Mobilizados moradores aderem cada vez mais ao Programa Vigilância Solidária

Um dos pilares da ação é o de instruir moradores a interagirem entre si e cuidarem da segurança uns dos outros.

Cansados dos recorrentes furtos a residências, moradores dos condomínios fechados lotaram a última reunião, no dia 03, do Conselho de Segurança de Sousas e Joaquim Egídio (CONSEG).

Mobilizados, moradores buscaram apoio do Conselho, para implementação nos bairros, o Programa Vizinhança Solidária, uma parceria entre a comunidade, Polícia Militar (PM) e Guarda Municipal (GM).

O programa prevê um conjunto de ações que busca melhorar a segurança pública na localidade por meio da prevenção primária. Um dos pilares da ação é o de instruir moradores a interagirem entre si e cuidarem da segurança uns dos outros.

 “Ninguém conhece melhor uma rua que a pessoa que mora lá. Com o programa, os próprios moradores podem monitorar ações suspeitas no entorno de suas casas e de seus vizinhos e comunicá-las às autoridades mais rapidamente. A população também que praticar a segurança primária”, explica o Capitão da Polícia Militar Hercílio Costa, da 2ª Companhia do 8º Batalhão.

Em parceria com os órgãos públicos e privados, o CONSEG já instalou câmeras em ruas e praças que dão acesso aos distritos. A ideia é que outros equipamentos de monitoramento sejam instalados em pontos estratégicos – como vias de entrada e saída, fechando, assim, o bairro.

Nas residências foram afixadas placas, com o nome do programa Vizinhança Solidária para comunicar que, as residências estão sendo vigiadas pelos vizinhos e, que qualquer ocorrência estranha será comunicada à PM, por meio do telefone 190.

“Acho que o programa vai intimidar mais a ação de criminosos, já que agora é possível ter um canal mais rápido de comunicação com as forças policiais”, avalia o presidente do Conseg, Sebá Torres.

Sobre Jornal Local

Veja também

Polícia faz operação contra suspeitos de integrar milícia no Rio

Os alvos da ação foram indiciados pelo crime de organização criminosa. (Tânia Rêgo/Agência Brasil) Policiais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *