Home / Plantão Policial / Sousas Receberá Câmeras de Reconhecimento Facial

Sousas Receberá Câmeras de Reconhecimento Facial

O monitoramento feito pela CimCamp funcionará através de um banco de dados contendo imagens de procurados, que podem ser capturadas em redes sociais.

Desde o início do ano, Campinas conta com a tecnologia de reconhecimento facial, implantada inicialmente no Terminal Central. O projeto, ainda em expansão chega agora a Sousas, e o distrito receberá duas câmeras que ficarão localizadas na Praça Beira Rio, e na Rua 13 de maio.

Muito popular na China com 200 milhões de unidades, as câmeras de reconhecimento facial estão presentes em diversas capitais brasileiras, como Rio de Janeiro e Salvador. Em Campinas, as instalações acontecem através de uma parceria da CimCamp (Centro Integrado de Monitoramento) com a empresa Chinesa Huawey e o CPQD (Centro de Pesquisa e desenvolvimento em telecomunicações).

O Projeto, denominado Face-City, ainda passa por pesquisas de posicionamento, enquadramento e abertura com intuito de eficácia em seu funcionamento. A ideia é aumentar a segurança do cidadão, como conta o diretor da CimCamp William Barbanera: “As câmeras funcionam como uma forma de prevenção, seja identificando algum foragido, prevendo um crime em potencial, o que torna o ambiente monitorado mais dinâmico em relação à segurança individual”, informou.

A escolha do Distrito para as pesquisas se dá em função de esforços do subprefeito Mauro Calvo e do Conselho de Segurança de Sousas e Joaquim Egídio (Conseg).

“O projeto ainda está em experiência pela Secretaria de Segurança Pública, por isso, solicitei a instalação de duas câmeras em Sousas, em dois pontos com grande fluxo de veículos, como a Rua Maneco Rosa e a Praça Beira Rio”, relata Mauro.

O monitoramento feito pela CimCamp funcionará através de um banco de dados contendo imagens de procurados, que podem ser capturadas em redes sociais. Ao identificar o indivíduo, as câmeras mostram a porcentagem de compatibilidade com os dados e manda uma notificação no celular da Polícia Militar e da Guarda Municipal, mais próximos do local onde se encontra, facilitando o serviço dos agentes.

Colaborou Luís Eduardo

Sobre Jornal Local

Veja também

Excludente de ilicitude é inconstitucional e sem paralelo até com a ditadura, diz MP

A manifestação é parte de uma nota técnica enviada ao Congresso Nacional em que o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *