quarta-feira , 12 dezembro 2018
Home / Política / Procuradoria investiga repasse via Caixa dois a Onyx Lorenzoni, diz jornal

Procuradoria investiga repasse via Caixa dois a Onyx Lorenzoni, diz jornal

Futuro chefe da Casa Civil de Jair Bolsonaro (PSL) já havia confessado ter recebido da empresa R$ 100 mil na campanha de 2014, que não foi declarado à Justiça

Reportagem de Rubens Valente e Fábio Fabrini, na edição desta quarta-feira (14) da Folha de S.Paulo, revela que o futuro ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro (PSL), o deputado Onyx Lorenzoni (DEM/RS), teria recebido um segundo repasse da JBS, no valor de R$ 100 mil, via caixa dois na campanha de 2012.

O valor consta em uma planilha entregue por delatores da JBS à Procuradoria Geral da República (PGR). No ano passado, o deputado já havia confessado ter recebido da empresa R$ 100 mil na campanha de 2014, que não foi declarado à Justiça. Futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro disse que Lorenzoni “já admitiu e pediu desculpas” sobre este valor recebido via caixa dois.

Segundo a reportagem, a planilha mostra que Onyx recebeu outros R$ 100 mil em dinheiro no dia 30 de agosto de 2012, durante as eleições municipais.

Na época, o deputado não concorreu a cargos eletivos, mas era presidente do DEM no RS e apoiou vários candidatos. Nos registros do Tribunal Superior Eleitoral, não consta doação oficial da JBS ou da J&F —holding que a controla— para a sigla naquelas eleições.

Os dois pagamentos estão sendo investigados pela Procuradoria desde agosto, por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin.

Sobre Jornal Local

Veja também

Tribunais superiores vão reverter condenação de Lula, diz Marinho

Presidente do PT de São Paulo e ex-prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *