quinta-feira , 25 abril 2019
Home / Política / Rodrigo Maia manda Bolsonaro sair do Twitter e trabalhar pela Reforma da previdência

Rodrigo Maia manda Bolsonaro sair do Twitter e trabalhar pela Reforma da previdência

Nessa semana, o presidente da Câmara Rodrigo Maia disse que o funcionário de Bolsonaro, Sérgio Moro, copiou e colou o projeto anti-crime do ministro do STF de Alexandre de Morais. Agora, ele manda Bolsonaro sair do Twitter.

Analistas acreditam que o fato torna ainda mais difícil a articulação do governo para aprovar a matéria.

“Quando Bolsonaro tiver a maioria e achar que é hora de votar, me avisa”, disse o presidente da Câmara, irritado com os ataques.

No Twitter, Rodrigo Maia publicou uma mensagem do deputado federal Domingos Neto (PSD-CE) dizendo que não é uma estratégia inteligente de parte da militância do presidente da República em hostilizar Maia. 

Sob ataque de seguidores da família Bolsonaro no Twitter, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), diz que a responsabilidade por conquistar votos para aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019 da reforma da previdência é de Bolsonaro. 

“Todos percebem que o Rodrigo é o maior articulador da reforma, e a turma do propositor dela ataca seu maior defensor. Inacreditável”, diz Domingos Neto.

Além de Maia, os ataques dos bolsonaritas estão direcionados ao Supremo Tribunal federal (STF) e ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), pressionado para que instale a CPI da Toga. 

Sobre Jornal Local

Veja também

CCJ da Câmara deve votar hoje relatório da reforma da Previdência

Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados vota relatório da Previdência em sessão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *