segunda-feira , 25 março 2019
Home / São Paulo, Campinas e Região Metropolitana / Polícia indicia segurança acusado de sufocamento em supermercado

Polícia indicia segurança acusado de sufocamento em supermercado

O vigilante Davi Ricardo Moreira Amâncio, 32 anos, chega para depor da Delegacia de Homicídios na Barra da Tijuca, acusado da morte de Pedro Henrique Gonzaga, por imobilização seguida de asfixia, numa filial do supermercado Extra.

A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro indiciou, por homicídio com dolo eventual, o segurança Davi Amâncio, acusado de matar um jovem por sufocamento, no dia 15 de fevereiro, em um supermercado da Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade. Agora, o inquérito será encaminhado à Justiça.

O jovem Pedro Henrique Gonzaga foi morto dentro do supermercado Extra, na Barra da Tijuca, depois que Davi Amâncio o imobilizou com um mata-leão (golpe em que a pessoa sufoca a outra com uma chave de braço) e ficou sobre a vítima durante algum tempo.

O segurança alegou que Pedro tentou roubar sua arma e que aplicou o golpe para se defender. Mas, para a polícia, a vítima não oferecia mais risco à integridade do segurança quando ele imobilizou o jovem.

Sobre Jornal Local

Veja também

CUT marca greve geral para o dia 22 em todo o Brasil

Para trabalhadores, países como México e Chile, onde o sistema foi adotado, o que se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *