www.jornalocal.com.br / Saúde / Campinas ganha a UPA Anchieta Metropolitana com capacidade para 20 mil atendimentos por mês

Campinas ganha a UPA Anchieta Metropolitana com capacidade para 20 mil atendimentos por mês

A UPA substitui o PA Anchieta e tem capacidade para realizar mais de 20 mil atendimentos por mês.

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Anchieta Metropolitana “Pastor Agostinho Godinho de Souza” foi entregue nesta terça-feira, 3 de novembro. A entrega virtual foi feita nesta tarde pelo prefeito de Campinas, Jonas Donizette, durante transmissão ao vivo na internet. A unidade começou a funcionar na noite de domingo, 1º de novembro. A gestão é da Rede Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar.

A UPA substitui o PA Anchieta e tem capacidade para realizar mais de 20 mil atendimentos por mês. Há 26 leitos de retaguarda e dez de urgência e emergência. O prédio é inteiro climatizado, tem acessibilidade e contará com uma unidade móvel do Samu. “Praticamente um pequeno hospital em uma região que abrange entre 50 mil e 60 mil pessoas”, comentou o prefeito.

Os 145 funcionários (equipes médica, de enfermagem, de técnicos, da administração, de higiene, de manutenção, entre outras) do PA Anchieta foram transferidos para a unidade metropolitana.

A UPA Anchieta Metropolitana está instalada em um terreno de quase 6 mil metros quadrados. O prédio tem 2,6 mil metros quadrados. A unidade conta com três pisos, onde funcionam a área administrativa e os atendimentos adulto e infantil. “Por enquanto, os atendimentos adultos e pediátricos estão sendo realizados em apenas um piso, mas as salas de observação já estão em andares diferentes”, afirmou o presidente da Rede Mário Gatti, Marcos Pimenta.

Foram investidos cerca de R$ 7,5 milhões na obra, iniciada em 2018 e concluída antes do prazo previsto, que seria dezembro de 2020.

A unidade está próxima ao antigo PA Anchieta, em uma região que faz divisa com Hortolândia e Sumaré. Os moradores desses municípios representam 40% dos atendimentos que eram feitos no antigo PA. Por isso, está sendo estudado o custeio compartilhado com esses municípios. Por enquanto, a Prefeitura de Campinas está arcando com 100% dos custos.

“O PA Anchieta é pequeno para a realidade assistencial. Lá, eram feitos 18 mil atendimentos por mês. Na nova unidade, em pouco tempo, atingiremos 25 mil atendimentos mensais. Essa é a maior UPA do município”, explicou Pimenta.

A UPA Anchieta Metropolitana funciona todos os dias, 24h, e fica na Avenida João Paulo II, nº 2, na Vila Padre Anchieta, no Distrito de Nova Aparecida.

“Com a abertura da nova UPA, nós constituímos o que eu chamo de ‘cinturão de segurança’ da cidade. Em qualquer rodovia no entorno de Campinas em que estivermos, haverá uma unidade de urgência e emergência de referência nas proximidades. O circuito da cidade está coberto e isso é muito importante, principalmente, nos acidentes em estradas”, disse o secretário de Saúde Carmino de Souza.

Assinatura

A obra da UPA Anchieta Metropolitana ficou R$ 3 milhões mais barata do que o previsto inicialmente. Por isso, a Prefeitura de Campinas pediu autorização para aplicar esses recursos, depositados na Caixa Econômica Federal, na compra de um tomógrafo, que seria instalado na nova unidade.

Quem foi o Pastor Agostinho

O nome “Pastor Agostinho Godinho de Souza” é uma homenagem ao pastor que foi vice-presidente da Assembleia de Deus e superintendente da Igreja na Vila Padre Anchieta. Ele nasceu em 28 de agosto de 1941, em Ervália (MG), e morreu aos 76 anos, em 9 de junho de 2018, em Campinas.

Sobre Jornal Local

Veja também

Paciente que ficou mais tempo internada com Covid-19 recebe alta do Hospital Ouro Verde

Maria Cristina Alves da Silva ficou 97 dias internada e sua alta foi comemorada pela …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *