www.jornalocal.com.br / Blogs / Cidades / Centro de Resiliência às Emergências vai auxiliar Operação Estiagem

Centro de Resiliência às Emergências vai auxiliar Operação Estiagem

O espaço fica próximo à portaria principal e ao lago do Parque Ecológico de Campinas e estava cedido anteriormente à Secretaria de Esportes.

 

 

 

O novo Centro de Resiliência às Emergências da Defesa Civil de Campinas, localizado no Parque Ecológico, foi inaugurado no início da tarde desta segunda-feira, dia 12 de julho, pelo prefeito Dário Saadi. O espaço conta com duas salas, recepção, cozinha e banheiros e será base para treinamentos em prevenção, mitigação, preparação, resposta e recuperação relacionados com a Operação Estiagem.

 

No local serão promovidas capacitações como o curso Siss-Geo (Sistema de Informações em Saúde Silvestre), o de uso de drones, orientações sobre a Febre Maculosa Brasileira, monitoramento de queimadas por satélites, e recomendações sobre baixa Umidade Relativa do Ar (URA).

 

Para o prefeito Dário Saadi, a iniciativa é muito importante para a prevenção. “Grandes cidades podem estar sujeitas a grandes desastres. Campinas tem uma Defesa Civil que vai além do que tem de fazer, faz parcerias, trabalha em conjunto. Esta unidade é a primeira do Estado de São Paulo e vai fazer a capacitação dos profissionais. Os desastres podem ocorrer, mas a prevenção diminui a sua incidência”, disse.

 

O diretor da Defesa Civil, Sidnei Furtado, contou que a expectativa é que o novo centro seja a base para diversas capacitações. “É um trabalho que tem sido exitoso e este espaço possibilitará ampliar seu alcance e fazer o treinamento teórico nas salas, e a parte prática no parque”, apontou.

 

A coordenadora da Unidade de Vigilância em Zoonoses, Ellen Fagundes Telles, apresentou no início do evento o projeto Ssis-Geo, que usará o Centro como local para treinamentos. “Campinas é o primeiro município paulista que implanta a ferramenta em todas as suas propostas”. Já a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea von Zuben, ressaltou a nova frente de trabalho que tem se formado entre a Saúde e a Defesa Civil, levando a ações que integram a saúde ambiental, animal e humana: “esse Centro vai gerar muitos frutos em capacitações”.

 

O novo centro passou por reforma completa por meio de parceria com a Secretaria de Serviços Públicos, que forneceu os recursos. Foi mobiliado com insumos próprios da Defesa Civil. O espaço fica próximo à portaria principal e ao lago do Parque Ecológico de Campinas e estava cedido anteriormente à Secretaria de Esportes.

 

A proposta de implantação do Centro está inserida na iniciativa “Construindo Cidades Resilientes” – MCR 2030” e visa implementar estratégias de redução de risco de desastres. A utilização do espaço contará com o apoio de diversas secretarias e órgãos da Prefeitura de Campinas, como as secretarias municipais de Governo; Saúde; Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Serviços Públicos; Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública; Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos; Educação.

 

Também integram a parceira a Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A – SANASA; a Fundação “José Pedro de Oliveira” – Mata Santa Genebra; Unidade de Vigilância de Zoonoses; a Escola de Governo e Desenvolvimento do Servidor – EGDS.

 

Outras parcerias do Centro de Resiliência são o SISS-Geo (Sistema de Informações em Saúde Silvestre) – Fundação Oswaldo Cruz

(Fiocruz)- Ministério da Saúde; Centro de Ensino e Pesquisas em Desastres – CEPED UNICAMP; Embrapa Territorial – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Estado de São Paulo – Casa Militar; Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de São Paulo – Ministério da Educação.

Sobre Jornal Local

Veja também

Ainda há cerca de 10 mil vagas para vacina de adolescentes de 15 a 17 anos

Jovens abaixo dos 18 anos estão sendo imunizados com a vacina da Pfizer, única aprovada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *