www.jornalocal.com.br / Blogs / Cidades / Com índice de umidade do ar em 19,7%, Campinas entra em Estado de Alert

Com índice de umidade do ar em 19,7%, Campinas entra em Estado de Alert

Temperatura alta, de 34ºC, aponta também para a necessidade de se proteger contra o risco de insolação. Foto: Carlos Bassan

 

 

Com a Operação Estiagem, a Defesa Civil monitora e previne danos causados pela estação mais seca do ano.

Com a baixa Umidade Relativa do Ar, Campinas entrou em Estado de Alerta. Às 11h40 desta segunda-feira, dia 13 de setembro, o índice atingiu 19,7% e o Departamento de Defesa Civil do município emitiu o boletim informando o Estado de Alerta devido aos índices estarem abaixo dos 20%, segundo medição registrada pela Estação Ciiagro/IAC Campinas Região Norte.

O Estado de Alerta é emitido quando a umidade relativa do ar está reduzida, com índice entre 12% e 20%.

Entre as várias recomendações para fases de queda da URA, a principal é aumentar a hidratação corporal, ingerindo água à vontade. Idosos e crianças devem receber atenção especial para não desidratar.

Também é preciso continuar observando as recomendações do Estado de Atenção e ampliar os cuidados, com essas medidas:

  • suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas;
  • evitar aglomerações em ambientes fechados;
  • usar soro fisiológico para olhos e narinas.

As recomendações do Estado de Atenção, quando a umidade está entre 20% e 30%, e que devem ser mantidas, são:

  • umidificar o ambiente com uso de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água; molhar jardins etc;
  • sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas arborizadas;
  • aumentar o consumo de água.

Operação Estiagem

Desde o início de maio, a Defesa Civil de Campinas realiza a Operação Estiagem, para monitorar e prevenir danos causados pela estação mais seca do ano

O acompanhamento da URA deflagra informes da Defesa Civil para a comunidade e são tomadas medidas preventivas pelos órgãos municipais.

A baixa umidade do ar causa danos para a saúde, aumentando o risco e o agravamento de problemas respiratórios e podendo levar à desidratação e sobrecarga no organismo de pessoas com doenças cardíacas. Também prejudica o meio ambiente, com mais ocorrências de incêndios em áreas de vegetação.

 

Calor

Campinas atingiu temperatura de 34ºC nesta segunda-feira, às 12h10. A Defesa Civil de Campinas, junto ao Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas aplicadas a Agricultura (Cepagri) e à Secretaria Municipal de Saúde, alertam para a necessidade de se proteger contra o risco de insolação. A população deve se proteger do sol, manter-se hidratado e procurar locais arejados.

 

 

Sobre Jornal Local

Veja também

Campinas reabre agendamento para vacinação de maiores de 18 anos contra Covid

 Quem não comparecer no dia agendado ficará suspenso por 30 dias no sistema de agendamento. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *