www.jornalocal.com.br / Blogs / Cidades / DAEE será notificado hoje sobre o embargo da Barragem de Pedreira

DAEE será notificado hoje sobre o embargo da Barragem de Pedreira

Rio Jaguari, na divisa entre Campinas e Pedreira, onde será construída a nova barragem

O prefeito de Pedreira Hamilton Bernardes Junior, assinou nesta terça-feira (5), o Decreto Municipal, embargando a obra da Barragem de Pedreira, por falta de Alvará Municipal. A decisão foi tomada na 1ª Sessão Ordinária de 2019, da Câmara Municipal, realizada na segunda-feira, (4).  Nove vereadores assinaram a Indicação solicitando ao Poder Executivo o embargo da obra.

A
barragem ganhou a classificação pelo governo como de “dano de alto risco” para os
moradores quem moram no entorno, em caso de rompimento, e a reivindicação
ganhou força após a tragédia
em Brumadinho (MG)
.

Segundo
os vereadores, a Casa não é contra a barragem, mas sim pelo fato de a estrutura
ficar próxima a cidade, o que aumentaria o impacto, em caso de emergência. O
que aumentou a desconfiança quanto a fiscalização de barragens próxima a
centros urbanos.

Na
mesma sessão, os vereadores solicitaram ao Departamento de Água e Energia
Elétrica do Estado de São Paulo (DAEE) e a Agência Nacional de Águas (ANA), a
apresentação sobre a o “plano de emergência e sua funcionalidade”.

Em
nota, o DAEE destacou a importância da barragem, e que o projeto da construção
em Pedreira atendeu a todos os requisitos legais. De acordo com o Legislativo,
a barragem de Pedreira, ainda em construção, é uma obra, que traz riscos
iminentes, em caso de rompimento, para quem mora no entorno.

O
projeto da barragem foi aprovado após a crise hídrica de 2014, mas está
atrasado, pois as obras deveriam ficar prontas em 2016 e, depois para 2018. No
entanto, a falta de verba atrasou as obras, que devem começar em abril, com
previsão de término de 28 meses, segundo o Departamento de Águas e Energia
Elétrica.

Sobre Jornal Local

Veja também

Guarda Municipal e Polícia Militar intensificam segurança para as manifestações do 7 de setembro

Os grupos de manifestantes – a favor e contra o governo federal – irão se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *