www.jornalocal.com.br / Classificados / Duzentos e vinte campineiros são selecionados para o Bolsa Trabalho

Duzentos e vinte campineiros são selecionados para o Bolsa Trabalho

Os profissionais selecionados vão trabalhar quatro horas diárias, cinco dias por semana, em órgãos públicos municipais. O salário de R$ 535,00 mensal, com contrato de duração de cinco meses. 

 

 

O programa Bolsa Trabalho do Governo do Estado de São Paulo selecionou 220 campineiros. Na cidade, a ação está sendo coordenada pelas secretarias de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas e de Trabalho e Renda. Foram priorizadas pessoas desempregadas, que não recebem seguro desemprego, principalmente mulheres que são arrimo de família. Essas pessoas receberão uma bolsa de R$ 535, por um período de cinco meses.

A relação dos aprovados no programa está disponível na versão de hoje, terça-feira, dia 14 de setembro, do Diário Oficial do Estado (http://www.imprensaoficial.com.br/#14/09/2021), na página 75.

Os selecionados receberão um e-mail do Governo e a informação será reforçada por telefone, pela equipe do Cpat (Centro Público de Atendimento ao Trabalhador).

Campinas teve mais de 1,2 mil inscritos. Todo o processo – da inscrição à seleção – foi feito pelo Estado, que também é o responsável pelo pagamento das bolsas.

O próximo passo é a assinatura, até quinta-feira, 16 de setembro, do termo de adesão e o preenchimento de questionário com perfil profissional, no Cpat, das 9h às 12h e das 13h às 16h. O Cpat fica na rua General Osório, 490, no Centro.

Durante o estágio em instituições públicas, os selecionados passarão por uma capacitação de 80 horas, promovida pela Univesp, em áreas como auxiliar de controle de produção e estoque; gestão administrativa; gestão de pessoas; organização de eventos; rotinas e serviços administrativos; secretariado e recepção; e EJA – Educação de Jovens e Adultos (para pessoas que possuem o Ensino Fundamental Incompleto).

O objetivo do programa é promover qualificação profissional e geração de renda para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

 

Atuação

Os profissionais selecionados vão trabalhar quatro horas diárias, cinco dias por semana, em órgãos públicos municipais. O contrato terá duração de cinco meses.

Sobre Jornal Local

Veja também

CPAT oferece mais de 200 vagas para cursos gratuitos de qualificação em outubro

Os cursos foram viabilizados por meio de parceria com o Sebrae, e serão realizados pelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *