www.jornalocal.com.br / Polícia / Após queda de casos na pandemia, Conseg retoma reuniões presenciais no Colégio Tomas Alves

Após queda de casos na pandemia, Conseg retoma reuniões presenciais no Colégio Tomas Alves

Nova diretoria eleita em 2021 tomou posse virtual, em maio

 

 

O Conselho de Segurança do Distrito de Sousas e Joaquim Egídio deve retomar as reuniões presenciais, a partir de novembro, no Colégio Tomas Alves. A informação é do novo presidente do Conseg, Otávio Bortolotto.

A nova diretoria, que tomou posse em maio, em reunião que aconteceu de forma virtual, comandada pelo Capitão Costa e o Delegado Rocha, apresentou alguns projetos para aumentar o número de câmeras de monitoramento nos distritos.

De acordo com Otávio, as demandas de segurança da comunidade são acompanhadas de perto pelas forças policiais, que direcionam os trabalhos, com base nos pedidos na reunião do Conseg.”Os moradores apontam os problemas, e a gente tenta implementar as soluções, e o que pode ser feito de concreto no local”, afirma.

O presidente explica que, a reunião das polícias Civil, Militar e Guarda Municipal, aproxima a população local, e estreita à relação entre cidadão e polícia. O Conseg também tem um papel fundamental, nas relações entre as subprefeituras e órgãos da Prefeitura de Campinas. “As demandas pontuais de moradores, como iluminação e limpeza de praças, pedidos do 156, entre outros, são encaminhados às subprefeituras, com resultados positivos”, finaliza.

O subprefeito de Sousas, Pedro de Oliveira ressalta a importância do Conselho como instrumento importante para garantir a segurança dos Distritos. “Desde que assumi como subprefeito venho acompanhando de perto as demandas da população levadas às reuniões. Aproveito para  reafirmar o nosso compromisso de ouvir e atender as solicitações dos moradores”, afirma.

 

Atividades efetivas

Uma das principais conquistas do Conseg, por exemplo, foi a instalação de câmeras, no perímetro da região dos distritos, com o monitoramento feito pela CimCAMP (Centro Integrado de Monitoramento de Campinas).

“Desde que o Conseg foi retomado em 2014, vários passos foram dados na prevenção e combate ao crime, com a implantação do Programa da Vizinhança Solidária nos bairros e loteamentos. Além disso, as áreas rurais ganharam reforço das polícias”, finaliza.

 

Como funciona o Vizinhança Solidária

O programa prevê um conjunto de ações que busca melhorar a segurança pública na localidade por meio da prevenção primária. Um dos pilares da ação é o de instruir moradores a interagirem entre si e cuidarem da segurança uns dos outros.

Nas residências foram afixadas placas, com o nome do programa Vizinhança Solidária para comunicar que, as residências estão sendo vigiadas pelos vizinhos e, que qualquer ocorrência estranha será comunicada à PM, por meio do telefone 190.

 

Quem faz parte do Conseg

Cada conselho exige a participação de dois membros natos. Em Sousas, o Conseg está representado pelo Delegado Rocha, da 12ª Delegacia; capitão da Polícia Militar (PM), Thiago Rocha Gonçalves, da 2ª Companhia do 8º Batalhão; comandante Elisangela Peixoto, da Guarda Municipal.

A nova diretoria ficou composta pelos membros, presidente, Otávio Bortolotto, vice-presidente; Messias da Silva Junior (in memoriam); 1ª secretária, Veronica Andrea Gonzalez Lopez; 2ª Secretária, Sandra Venâncio e diretora social, Sílvia Cordeiro.

 

Sobre Jornal Local

Veja também

Polícia faz busca e apreensão na casa e gabinete do vereador carioca

Também foi autorizado pela Justiça o afastamento do sigilo telefônico e informático para todo o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *