www.jornalocal.com.br / Política / CPI da Covid quer saber quem autorizou jogadores da Argentina a entrar em campo

CPI da Covid quer saber quem autorizou jogadores da Argentina a entrar em campo

A partida entre Brasil e Argentina foi interrompida quando agentes da Polícia Federal (PF) e da Anvisa entraram, na tarde deste domingo, no campo da Neo Química Arena, em São Paulo, para retirar quatro jogadores da Argentina que não cumpriram a quarentena contra a disseminação do coronavírus.

 

 

 

O vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse em entrevista à GloboNews neste domingo (5) que protocolará um pedido de informações para saber quem autorizou a entrada em campo dos quatro jogadores da Argentina que infringiram regras sanitárias brasileiras. O parlamentar também afirmou que poderá pedir a convocação de representantes da CBF e da Anvisa caso as informações não sejam enviadas à CPI.

A partida entre Brasil e Argentina foi interrompida quando agentes da Polícia Federal (PF) e da Anvisa entraram, na tarde deste domingo, no campo da Neo Química Arena, em São Paulo, para retirar quatro jogadores da Argentina que não cumpriram a quarentena contra a disseminação do coronavírus. Com isso, o time argentino se retirou do campo em que disputaria a partida contra a seleção brasileira.

“Nós estaremos protocolando amanhã um requerimento pedindo informações à Confederação Brasileira de Futebol, à Anvisa, e à Conmebol sobre o acontecido no jogo de hoje. Nos interessa muito menos a questão do futebol. Nos interessa muito mais quais foram as autoridades brasileiras que constituíram eventual acordo para que tenha ocorrido burla às normas sanitárias do nosso país”, afirmou Randolfe.

De acordo com o senador, a CPI da Covid pode convocar representantes da CBF e da Anvisa caso as informações não sejam enviadas à comissão parlamentar de inquérito.

“Nós não queremos aprofundar [a apuração] em relação a esse assunto. Precisamos ter essa informação. Se não tivermos essa informação, não descartamos a possibilidade de convocar um representante da CBF ou da Anvisa para informar quem são essas autoridades”, disse o senador.

“Está claro e foi dito por vários interlocutores, foi dito inclusive pela Conmebol, que havia um ‘acordo’ com as autoridades do governo brasileiro para a participação dos quatro jogadores que foram identificados pela Anvisa burlando as normas sanitárias do nosso país”, continuou Randolfe Rodrigues.

Com informações do G1/CUT

Sobre Jornal Local

Veja também

Senado vai ouvir governadores sobre projeto que prevê valor fixo do ICMS sobre combustíveis

O presidente do Senado destacou, ainda, que o projeto será debatido em comissões e audiências …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *