www.jornalocal.com.br / Campinas e Região / SP começa a vacinar adolescentes de 12 a 17 anos a partir de 23 de agosto

SP começa a vacinar adolescentes de 12 a 17 anos a partir de 23 de agosto

 

 

 

Na primeira etapa da vacinação, entre 23 de agosto a 5 de setembro, grávidas e jovens com comorbidade ou deficiência terão prioridade

 

 

O Governo de São Paulo anunciou neste domingo (11) a vacinação contra COVID-19 de todos os adolescentes de 12 a 17 anos a partir de 23 de agosto. A inclusão deste público se deve à aquisição de lotes extras de imunizante para atender a uma demanda de 3,2 milhões de pessoas nos 645 municípios do estado.

“Para se ter ideia da importância e do significado desta decisão, todos os jovens e adolescentes com mais de 12 anos até 17 anos estarão vacinados no estado de São Paulo até o dia 30 de setembro”, disse Doria. Na primeira etapa da vacinação, entre 23 de agosto a 5 de setembro, a prioridade será imunizar grávidas e adolescentes que possuem algum tipo de comorbidade ou deficiência.

“Começaremos a vacinação pelos os que mais precisam, o que reforça a segurança não só de cada um destes adolescentes que serão imunizados, mas de suas famílias, colegas de escola e grupos de amigos que tanto fortalecem o senso de identidade e pertencimento”, frisou Regiane de Paula, Coordenadora do PEI (Plano Estadual de Imunização).

Em setembro começa a vacinação dos adolescentes por faixa etária. Entre os dias 6 e 19 de setembro será a vez dos quem têm entre 15 e 17 anos. Já entre os dias 20 e 30 de setembro, será a vez de jovens de 12 a 14 anos em todo o estado.

“Estamos voltando às aulas com professores vacinados e esse grupo com deficiência e comorbidade ficaria de fora. São crianças que necessitam não só da escola como necessidade de ensino, mas como convivência social e estimulação. Fico emocionado pela iniciativa”, reforçou Wanderson Oliveira, Coordenador da Comissão Médica de Educação do Estado.

O Governo do Estado autorizou a retomada das aulas presenciais da Educação Básica para o segundo semestre de 2021. “São Paulo foi o primeiro estado a vacinar profissionais da educação. E agora, com o anúncio da vacinação dos jovens e adolescentes gestantes e com comorbidade, daremos um passo importantíssimo para garantir a desejada imunização de toda a população”, destacou o Secretário da Educação Rossieli Soares.

Sobre Jornal Local

Veja também

Receita Federal repassa R$ 42,9 milhões a fundos da criança e do idoso do estado de São Paulo

Outros 57 fundos municipais de SP não receberam repasses por não terem recebido doações ou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *