www.jornalocal.com.br / Classificados / Aéreas anunciam demissões de trabalhadores que não se vacinaram contra a Covid-19

Aéreas anunciam demissões de trabalhadores que não se vacinaram contra a Covid-19

De acordo com nota divulgada pela empresa, as demissões estão alinhadas ao compromisso da Gol  com a saúde pública e a proteção da população.

 

 

Apesar do boicote do governo federal, que chegou até mesmo a editar uma portaria, já considerada inconstitucional pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), proibindo demissões de trabalhadores que não quiserem se vacinar contra a Covid-19, várias empresas estão dispensando os negacionsitas da ciência, entre elas duas companhias aéreas, a Gol e a Latam.

A Gol anunciou que vai demitir 37 trabalhadores que se recusam a tomar a vacina contra a Covid-19 entre novembro e dezembro. Mais de 99% dos 15 mil funcionários da companhia estão com a imunização completa, segundo a colunista Joana Cunha do Painel S/A, da Folha de S. Paulo.

De acordo com nota divulgada pela empresa, as demissões estão alinhadas ao compromisso da Gol  com a saúde pública e a proteção da população.

A Latam, diz a jornalista, também vai exigir comprovante de vacina a partir de 31 de dezembro e quem não se encaixar nas novas regras, também será demitido. Ou seja, as demissões dos não vacinados na Latam começa em janeiro do ano que vem.

A companhia afirma que está fazendo campanhas internas para estimular a vacinação e que todos os funcionários estão cientes da exigência para manter vínculo com a empresa em 2022.

Já a Azul não pretende demitir funcionários sem vacina por enquanto. A companhia afirma que tem trabalhado na conscientização e imunização de seus tripulantes, e que mais de 90% do quadro está imunizado.

Sobre Jornal Local

Veja também

Provas da Fumec será realizada 12 de dezembro

  As provas para o concurso público da Fumec serão realizadas no dia 12 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *