17.9 C
Campinas
terça-feira, julho 16, 2024

Inimigos invisíveis, nematoides causam perda de até 20% na produção agrícola global por ano 

Data:

Eles não podem ser vistos a olho nu, mas seu perigo é gigantesco: os nematoides causam perdas de até 20% da produção agrícola global por ano, segunda pesquisas. A UPL, uma das cinco maiores empresas de soluções agrícolas sustentáveis do mundo, alerta que o prejuízo para o agronegócio brasileiro pode chegar a R$ 35 bilhões por ano. 

Nematoides são pequenos vermes que vivem no solo e atacam as raízes das plantas. Eles causam danos às raízes, prejudicando a absorção de água e de nutrientes. Isso afeta culturas importantes, reduzindo o rendimento e a qualidade dos alimentos, representando desafio para a agricultura global. Contra esse inimigo, os produtos biológicos têm se destacado como uma importante ferramenta para evitar prejuízos no campo e a consequente redução na produtividade. 

Bruno Carloto, mestre em agrobiologia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e gerente de tratamento de sementes e saúde do solo da UPL Brasil, afirma: “Diante dos prejuízos causados pelos nematoides, a UPL desenvolveu um produto de origem biológica para combatê-los com eficácia, segurança e sustentabilidade. Nimaxxa possui três agentes de controle biológico que protegem as raízes das plantas contra os nematoides promovendo aumento de produtividade. Uma vez no solo, as bactérias do produto colonizam rapidamente as raízes para formar um biofilme protetor durante todo o ciclo da cultura”. 

O biofilme é uma comunidade de micro-organismos que colonizam a superfície da raiz formando uma camada de proteção física que evita o ataque dos nematoides. A partir disso, são produzidas substâncias nematicidas que prejudicam o desenvolvimento dos nematoides que se aproximam do sistema radicular. Nimaxxa tem amplo espectro de ação contra o principais nematoides do cisto da soja, das galhas e das lesões radiculares, explica o especialista da UPL. Isso permite segurança no controle do problema. 

Rogério Castro, CEO da UPL Brasil, complementa: “Nimaxxa é resultado da inovação OpenaAg, pilar do trabalho da UPL, e possui como diferencial sua validade de dois anos sem refrigeração. Isso representa um grande avanço tecnológico em termos de produtos biológicos. Além disso, o produto tem alta compatibilidade com químicos podendo ser misturado com todos os tratamentos de sementes químicos do mercado e as sementes tratadas com Nimaxxa podem ser armazenadas por até 6 meses sem perda de viabilidade do produto”. 

Nimaxxa – que integra o portfólio de biossoluções Natural Plant Protection (NPP), da UPL – é composto por três espécies de Bacillus: B. paralicheniformis CH2970), B. paralicheniformis CH0273) e B. subtilis . As 3 cepas são exclusivas da UPL, cuidadosamente selecionadas e atuam de forma complementar para a proteção das plantas. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe esse Artigo:

spot_imgspot_img

Últimas Notícias

Artigos Relacionados
Relacionados

IBGE defende sistema de centralização de dados e estatísticas federais

O presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística...

Especialistas debatem riscos de ataques cibernéticos no país

O futuro da segurança cibernética e do compartilhamento de...

Digitalização do SUS deve integrar dados e garantir uso ético

Integração e tratamento ético das informações são pontos que...

Biosfera BMW: o futuro da mobilidade urbana com eletrificação e circularidade

A BMW Brasil, em parceria com a Eurobike, anuncia...
Open chat
Quer anunciar ligue (19) 99318-9811
Redação (19) 99253-6363