www.jornalocal.com.br / Campinas e Região / Arthur do Val renuncia ao mandato antes da Assembleia de São Paulo votar cassação

Arthur do Val renuncia ao mandato antes da Assembleia de São Paulo votar cassação

Os áudios que Mamãe Falei mandou para amigos e vazaram, foram enviados no início de março, quando a Rússia invadiu a Ucrânia, onde ele estava para, como afirmou na época, “mostrar aos brasileiros a realidade da guerra”.

 

 

A certeza da cassação levou o deputado estadual Arthur do Val (União Brasil), o Mamãe Falei, a anunciar que renuncia ao mandato na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), nesta quarta-feira (20).

A renúncia não interrompe o processo e o caso será analisado pelo plenário da Assembleia, onde a maioria deve votar contra Mamãe Falei. Para não perder os direitos políticos e ficar inelegível por oito anos, o parlamentar teria de ter renunciado antes de a Alesp dar início ao processo de cassação.

Ele só renunciou depois de, por unanimidade, o Conselho de Ética da Alesp decidiu, no último dia 12, acatar o relatório de cassação do seu mandato. O relator do caso, deputado Delegado Olim (PP), se baseou em três denúncias para indicar pela cassação: captação irregular de recursos para uma entidade civil; confecção de coquetéis molotov e o envio de áudios depreciativos às mulheres ucranianas.

Os áudios que Mamãe Falei mandou para amigos e vazaram, foram enviados no início de março, quando a Rússia invadiu a Ucrânia, onde ele estava para, como afirmou na época, “mostrar aos brasileiros a realidade da guerra”.

Nas gravações, o deputado que viajou com o coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL), Renan dos Santos, afirmou que as mulheres ucranianas eram “fáceis porque eram pobres”. “São fáceis, porque elas são pobres. E aqui minha carta do Instagram, cheia de inscritos, funciona demais. Não peguei ninguém, mas eu colei em duas ‘minas’, em dois grupos de ‘mina’. É inacreditável a facilidade. Essas ‘minas’ em São Paulo você dá bom dia e ela ia cuspir na sua cara e aqui são super simpáticas”, disse. O conteúdo também incentivava a realização de turismo sexual, já que o político afirmou que voltaria ao país após a guerra.

Mais de 20 representações pedindo a cassação do deputado estadual foram enviadas ao Conselho de Ética da Alesp, que unificou as peças em um único documento, assim que os áudios foram divulgados pela imprensa.

 

O que disse Mamãe Falei ao renunciar

“Sem o mandato, os deputados agora serão obrigados a discutir apenas os meus direitos políticos e vai ficar claro que eles querem na verdade é me tirar das próximas eleições”, disse Arthur do Val durante o anúncio da renúncia.

“Vou renunciar ao meu mandato em respeito aos 500 mil paulistas que votaram em mim, para que não vejam seus votos sendo subjugados pela Assembleia. Mas não pensem que desisti, continuarei lutando pelos meus direitos”, disse.

Sobre Jornal Local

Veja também

Fome atinge 33 milhões de brasileiros: crianças são as mais afetadas

Seis em cada dez famílias não conseguem acesso pleno à alimentação   Seis em cada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *