www.jornalocal.com.br / Meio Ambiente / Gênesis planta 1.200 árvores para recuperar área na Fazenda Chapadão

Gênesis planta 1.200 árvores para recuperar área na Fazenda Chapadão

Construtores de Florestas Urbanas da Mata de Santa Genebra vai plantar mais mudas até fim do ano na cidade.

 

 

A Fundação José Pedro de Oliveira (FJPO) realizou o plantio de 1.200 mudas de árvores nativas na manhã desta quarta-feira, dia 17 de novembro, na 28ª Brigada de Infantaria Leve (BIL), em Campinas, na Fazenda Chapadão, localizada na Avenida Soldado Passarinho, Jardim Chapadão. Servidores da FJPO e uma equipe de 70 soldados do exército começaram um trabalho para recuperar a arborização de um trecho da fazenda. A secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável,  o secretário de Trabalho e Renda, Gustavo Tella, e o presidente da Mata de Santa Genebra, Cidão Santos, também plantaram mudas.

Na sexta-feira, 19 de novembro, será realizado o plantio de mais 1.000 mudas na Área de Preservação Permanente (APP) Córrego do Guará, que faz parte do Corredor Ecológico Mata de Santa Genebra, localizada na rua Marcolina Mendes Leme, s/nº, Vila Santa Isabel.

As ações são parte do projeto Gênesis – Construtores de Florestas Urbanas da Mata de Santa Genebra, que pretendem plantar 3.500 mudas em Campinas até o final de 2021 e é promovido pela FJPO em parceria com a Secretaria Municipal do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Secretaria de Serviços Públicos e com o Exército, além de instituições privadas e com o envolvimento da sociedade.

Florestas urbanas

“Nós estamos sentindo o impacto das mudanças climáticas no nosso dia a dia e isso afeta a qualidade de vida na cidade. É por isso que este trabalho, dos Construtores de Florestas, é tão importante para restaurar a vegetação na nossa cidade e assim possuir um ambiente melhor, mais saudável, não só para nós para as futuras gerações”, afirmou o secretário de Trabalho e Renda, Gustavo Tella.

“Esta área do exército é importante porque as nascentes e córregos presentes na área fluem para a Zona de amortecimento da Mata de Santa Genebra formando um corredor ecológico. Por isso é fundamental recuperar as Áreas de Preservação Permanente desses córregos e nascentes”, explicou a diretora do Departamento Técnico Científico da Mata de Santa Genebra, Sabrina Kelly Batista Martins.

Foram plantadas mudas árvores nativas e frutíferas da Mata Atlântica como jequitibá, jatobá, pau d’alho, uvaia, pitanga, entre outras. O projeto tem o objetivo de formar florestas urbanas em trechos de parques, praças e áreas degradadas.

Foram realizadas atividades de manejo de espécies problemas; revolvimento do solo; abertura das linhas de plantio e berço; plantio de espécies nativas; tutoramento e irrigação das mudas.

 

 

Sobre Jornal Local

Veja também

Preservar nascentes para aumentar reservatórios

A preservação das nascentes melhora a qualidade de vida de quem mora em regiões secas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *