www.jornalocal.com.br / Campinas e Região / Aprovação de Bolsonaro despenca entre evangélicos, diz pesquisa Exame/Ideia

Aprovação de Bolsonaro despenca entre evangélicos, diz pesquisa Exame/Ideia

Questionados sobre a maneira como Bolsonaro lida com seu trabalho, 54% desaprovam sua atuação pessoal como presidente enquanto 23% aprovaram

 

 

Caiu 11 pontos percentuais a aprovação do governo Jair Bolsonaro entre os evangélicos (28%) entre outubro e novembro, de acordo com pesquisa Exame/Ideia, divulgada nesta sexta-feira (12).

A pesquisa mostra ainda que a administração federal é desaprovada por 52% dos brasileiros. Outros 23% aprovam a gestão, 22% acham regular e 3% não souberam ou não quiseram responder.

Questionados sobre a maneira como Bolsonaro lida com seu trabalho, 54% desaprovam sua atuação pessoal como presidente enquanto 23% aprovaram.

 

Lula na liderança

A pesquisa também apontou que o ex-presidente  Lula lidera a disputa para a eleição de 2022, com 35% dos votos, seguido por Bolsonaro, com 25%

De acordo com o levantamento, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) apareceu na terceira posição, com 7% do eleitorado. Em quarto lugar ficou o ex-juiz Sérgio Moro (Podemos), com 5%.

Os dados mostraram que os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, ambos do PSDB, alcançam 2% cada – eles disputarão as prévias das eleições.

O ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM), o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e Cabo Daciolo (PMB) têm 1% cada.

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) e o cientista político Luiz Felipe d’Avila não pontuaram.  Brancos e nulos somaram 8%, e não souberam ou não responderam, 12%.

 

Segundo turno

Na simulação de segundo turno, o ex-presidente Lula vence Bolsonaro por 48% a 31%. Contra Doria, o petista ganha por 50% a 22%. O ex-presidente também supera Eduardo Leite (48% a 22%).

Foram entrevistadas 1.200 pessoas por telefone entre os dias 9 a 11 de novembro. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Com informações do Brasil247

Sobre Jornal Local

Veja também

Conta de luz deve ter bandeira verde até o fim do ano, diz ONS

Atualmente, as hidrelétricas são responsáveis por cerca de 65% da geração de energia no país …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *